Centre for Coordination of Agricultural Research and Development for Southern Africa

The Centre for Coordination of Agriculture Research and Development (CCARDESA) is a Sub-Regional Research Organisation established in 2010 by SADC Member States to coordinate agricultural research and development in the SADC region. CCARDESA was formally launched in July 2011 and became operational in 2013. It partners with national, regional, and continental institutions to advance the regional agricultural research and development agenda. CCARDESA operates based on the following objectives. 

Vision

The vision for CCARDESA is "Sustainable agricultural growth and socio-economic development in the SADC".

Mission

Its mission is to "To set the regional research and development agenda, mobilise resources, support capacity development, foster collaboration and provide agricultural information and knowledge in the SADC".

Core Values

CCARDESA upholds the following core values "Integrity, Relevance, Respect, Professionalism, Teamwork and Innovation".

Strategic Plans and Themes

CCARDESA is managed by a secretariat which reports to the Board. Since its inception, CCARDESA has received massive support from the Board of Directors and its operations have been guided by strategies embedded in the Medium-Term Operation Plan. Recently CCARDESA reviewed its Medium-Term Operation Plan to bring it update with the recently developed long term (10 years) Strategic Plan. The Strategic Plan sets out the goals and visions while describing the general approach through which the goals, strategies and vision will be realized. To advance the research and development agenda and ensure that CCARDESA delivers on its mandate 6 thematic areas were carefully selected and included in the strategic plan. These are: 

Agricultural productivity and food and nutrition security

This thematic area deals with promotion of agricultural productivity and food security in the SADC region. CCARDESA advances the research agenda coupled with supporting the generation and release of new agricultural technologies while at the same time improving the existing ones to promote agricultural productivity food and nutrition security. CCARDESA promotes climate resilience and various other technologies suitable to the region and responds to the challenges such as diseases and pests that the region is currently facing. 

Resilience to emerging agricultural risks: environmental, climate change and transboundary pests and diseases

Like the rest of the world, CCARDESA has not been spared from the shocks arising from changes in the climate due to global warming. The region has experienced increased frequency of extreme weather events such as droughts, cyclones and excess rainfall. To cushion the farming systems from such shocks, CCARDESA implements climate resilience activities and programmes to mitigate and adapt to climate change. CCARDESA conducts capacity building activities for supporting the farmers to improve the resilience of their production systems to climate change. Innovative approaches that improve the preparedness of the value chain actors to future events are supported. This includes foresighting.  

Commercialisation of the agricultural sector and market access 

CCARDESA works towards clear identification and removal of the market-related barriers which hinder the economic progression of the Smallholder farmers. The SADC Regional Agricultural Policy (RAP), which informs CCARDESA's implementation plan, recognises the importance of improved domestic and regional agricultural markets in determining the competitiveness of the region's agriculture and improving incomes for the farmers. Graduation of farmers from small scale to commercial, as well as getting access to agricultural markets are among the priorities of CCARDESA.

Women, youth and social inclusion

Inclusiveness is important in the agricultural sector. This thematic area recognises that women and youth make essential contributions to the agricultural and rural economies in the SADC region and play crucial roles in contributing to food security. In all of its programmes, CCARDESA ensures that women and youth are included to set them on the same pedestal with other players in the agricultural sector. Women provide about 43% of the labour for agricultural production in sub-Saharan Africa, excluding other household work. Hence CCARDESA's interest in strengthening their capacity so that their livelihood is improved. 

Knowledge and information management, communication and policy support

This thematic area strives to retain CCARDESA’s position as a knowledge broker of agricultural information and research  in the SADC region. To counter the dearth of agricultural knowledge in the region, CCARDESA provides up to date information which is intended to support member states to make data-based decisions. CCARDESA hosts one of the most active knowledge management system in the SADC region which was developed in 2014 and has undergone a series of improvements. This is a dynamic website(ccardesa.org) with clients from all over the world with the majority coming from the SADC region. CCARDESA also leads an active discussion groups (Dgroups), has an interactive Facebook and has also a Mobile Learning Application designed explicitly for extension workers who directly support farmers. The Mobile App has practical knowledge products, quizzes and discussions that address the urgent and daily information needs of the farmers and the extension. The Mobile App is available on google play store for both android and apple users.

Capacity strengthening of CCARDESA and AR4D institutions

This thematic area deals with building the capacity of technical officers, farmers, women and youth aimed at improving their skills to better carry out their day to day duties in the field of agricultural development. To bridge the gap that exists as a result of the dearth of agricultural practical skills and knowledge, CCARDESA runs several training programmes which are designed and delivered to different target groups in improving their knowledge and skills in various areas. The training includes short and long term provided to farmers as well as staff in the public sector.

Strategic Partnership

Since inception CCARDESA has created and continues to create strategic partnerships and strengthen existing ones in order to deliver on its mandate. All partnership agreements are aligned to the objectives and functions of CCARDESA as prescribed in the charter. CCARDESA has strong partnerships with the private sector, public sector, Inter-governmental organisations, farmer organisations, UN Agencies, national and international research organisations, regional economic communities (RECs) regional organisations, commodity networks and NGOs.

Beneficiaries

Some of the direct beneficiaries of CCARDESA implementation include, the private sector, Directorates of Research, Directorates of Extension, National agricultural knowledge and innovation systems (NAKIS), Policymakers, Academia, Research institution and universities. The ultimate and indirect beneficiaries are the rural poor comprising smallholder farmers, women and youth agri-preneurs and pastoralists, as well as marginalized communities. 

Geographic Focus

CCARDESA’s geographical mandate is the Southern African region covering all the SADC Member States.  

Objectives

Os objectivos do CCARDESA são os seguintes:

  1. Coordenar e promover a colaboração entre os Sistemas Nacionais e Regionais de Investigação e Desenvolvimento Agrícola (NARS) através da cooperação regional e internacional.
  2. Facilitar a troca de informações e de tecnologias entre os Estados-Membros.
  3. Promover parcerias na região da SADC entre organizações públicas, privadas, da sociedade civil e internacionais em I&D.
  4. Melhorar a geração, disseminação e adopção de tecnologias agrícolas na região por meio de esforços colectivos, formação e capacitação.
  5. Reforçar a investigação e o desenvolvimento nos Estados Partes, através da mobilização de recursos humanos, financeiros e tecnológicos para implementar e manter actividades orientadas pela procura.
Functions

Temas e Planos Estratégicos

O CCARDESA é gerido por um secretariado que responde perante o Conselho de Administração. Desde o seu início, o CCARDESA tem recebido um enorme apoio do Conselho de Administração e as suas operações têm sido orientadas por estratégias integradas no Plano de Operações de Médio Prazo. Recentemente, o CCARDESA reviu o seu Plano de Operações de Médio Prazo para o actualizar com o recém desenvolvido Plano Estratégico de Longo Prazo (10 anos). O Plano Estratégico define os objectivos e as visões, ao mesmo tempo que descreve a abordagem geral através da qual os objectivos, as estratégias e a visão serão concretizados. Promover a agenda de investigação e desenvolvimento e garantir que o CCARDESA cumpra o seu mandato, sendo que 6 áreas temáticas foram cuidadosamente seleccionadas e incluídas no plano estratégico. Estas são como se segue:

Produtividade agrícola e segurança alimentar e nutricional

Esta área temática trata da promoção da produtividade agrícola e da segurança alimentar na região da SADC. O CCARDESA promove a agenda de investigação juntamente com o apoio à geração e divulgação de novas tecnologias agrícolas, melhorando simultaneamente as existentes para promover a produtividade agrícola e a segurança alimentar e nutricional. O CCARDESA promove a resiliência climática e várias outras tecnologias adequadas à região e responde aos desafios, como doenças e pragas que a região enfrenta actualmente. Resiliência a riscos agrícolas emergentes: alterações climáticas, ambientais, pragas e doenças transfronteiriças

À semelhança do resto do mundo, o CCARDESA não foi poupada aos choques resultantes das alterações climáticas causadas pelo aquecimento global. A região registou uma frequência crescente de eventos meteorológicos extremos, tais como secas, ciclones e excesso de chuva. Para proteger os sistemas agrícolas de tais choques, o CCARDESA implementa actividades e programas de resiliência climática para mitigar e se adaptar às alterações climáticas. O CCARDESA desenvolve actividades de capacitação para apoiar os agricultores por forma a melhorar a resiliência dos seus sistemas de produção às alterações climáticas. As abordagens inovadoras que melhoram a preparação dos actores da cadeia de valor para eventos futuros beneficiam de apoio. Isto inclui a previsão.  Comercialização do sector agrícola e acesso ao mercado

O CCARDESA trabalha com vista à identificação e eliminação das barreiras relacionadas com o mercado que impedem a progressão económica dos pequenos agricultores. A Política Agrícola Regional (RAP) da SADC, que serve de base do plano de implementação do CCARDESA, reconhece a importância de melhorar os mercados agrícolas nacionais e regionais para a determinação da competitividade da agricultura da região e melhoria dos rendimentos dos agricultores. A transformação de agricultores de pequena escala para agricultores comerciais, bem como o acesso aos mercados agrícolas, estão entre as prioridades do CCARDESA.

Mulheres, juventude e inclusão social

A inclusão é importante no sector agrícola. Esta área temática reconhece que as mulheres e os jovens contribuem de forma essencial para as economias agrícolas e rurais da região da SADC e desempenham papéis cruciais na contribuição para a segurança alimentar. Em todos os seus programas, o CCARDESA assegura que as mulheres e os jovens sejam incluídos de modo a colocá-los no mesmo nível com outros intervenientes no sector agrícola. As mulheres fornecem cerca de 43% da mão-de-obra para a produção agrícola na África subsariana, excluindo outros trabalhos domésticos. Daí o interesse do CCARDESA em reforçar a sua capacidade de modo a melhorar os seus meios de subsistência.

Gestão do conhecimento e da informação, comunicação e apoio às políticas

Esta área temática visa manter a posição do CCARDESA como um intermediário do conhecimento da informação agrícola e da investigação na região da SADC. Para combater a escassez de conhecimentos agrícolas na região, o CCARDESA fornece informações actualizadas que visam apoiar os Estados-Membros na tomada de decisões baseadas em dados. O CCARDESA dispõe um dos sistemas de gestão do conhecimento mais activos da região da SADC, que foi desenvolvido em 2014 e foi sujeito a uma série de melhorias. Este é um website dinâmico (ccardesa.org) com clientes de todo o mundo, sendo que a maioria é proveniente da região da SADC. O CCARDESA lidera também grupos de debate activos (Dgroups), tem um Facebook interactivo, assim como uma Aplicação de Aprendizagem Móvel concebida especificamente para extensionistas que apoiam directamente os agricultores. A Aplicação Móvel tem produtos práticos de conhecimento, questionários e debates que abordam as necessidades urgentes e diárias de informação dos agricultores e extensão. A aplicação móvel está disponível na loja google Play para utilizadores de Android e Apple Store para utilizadores de iOS.

Reforço da capacidade das instituições do CCARDESA e AR4D

Esta área temática trata da capacitação de técnicos, agricultores, mulheres e jovens com o objectivo de melhorar as suas competências para melhor desempenharem as suas funções quotidianas no domínio do desenvolvimento agrícola. Para colmatar a lacuna que existe como resultado da escassez de competências e conhecimentos práticos agrícolas, o CCARDESA gere vários programas de formação que são concebidos e ministrados a diferentes grupos-alvo para melhorar os seus conhecimentos e competências em várias áreas. Os programas incluem acções de formação de curto e longo prazo, tanto para os agricultores como para o pessoal do sector público.

Parcerias Estratégicas

Desde o início, o CCARDESA estabeleceu e continua a estabelecer parcerias estratégicas e a reforçar as existentes, a fim de cumprir o seu mandato. Todos os acordos de parceria estão alinhados com os objectivos e funções do CCARDESA, tal como previsto na Carta. O CCARDESA tem fortes parcerias com o sector privado, o sector público, as organizações intergovernamentais, as organizações de agricultores, as agências das Nações Unidas, organizações de investigação nacionais e internacionais, organizações regionais das Comunidades Económicas Regionais (CER), redes de produtos de base e ONG.

Beneficiários

Alguns dos beneficiários directos da implementação do CCARDESA incluem, o sector privado, Direcções de Investigação, Direcções de Extensão, Sistemas Nacionais de Conhecimento e Inovação Agrícola (NAKIS), decisores políticos, académicos, Instituições de Investigação e Universidades Os beneficiários finais e indirectos são as populações rurais carenciadas, incluindo pequenos agricultores, mulheres e jovens agro-empresários e pastores, bem como as comunidades marginalizadas.

Contact Information

Informações de Contacto

Secretariado do CCARDESA
Telefone: +391 4997
Email: registry@ccardesa.org
Website:www.ccardesa.org